A COR DA ROMÃ

Joga no abismo aquilo que tens mais pesado!

Homem, esquece! Homem, esquece!
Divina é a arte de esquecer!
Se sabes elevar-te,
Se queres estar em casa nas alturas,
Joga no mar aquilo que tens de mais pesado!
eis o mar, joga-te no mar
Divina é a arte de esquecer

Nietzsche

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

video


09 de março, 2009

acho –me demasiadamente profundo, no rasgo que talho sobre o tecido da carne, minha parede de veias e sangue...

diário
os dias correm pelos olhos e tarde demais vão ficando cheios e inchado..
volto pra os cantos em que me colocaram na medida dos meus dedos.
Verbos calados

Que me apoderei neste dia


Percursos , memórias
Saúdo os meus velhos, e minhas rachaduras
Crio rios dentro desse veículo de trans – formar sentidos

Sentidos cruzados, paralelos e transversais
Círculos e movimentos centrais
Tudo é passagem
O espaço transitório constante

( dúbios afãs) rs.